238

242

Faltando a escola: o que fazer

Razões pelas quais um jovem com câncer perderá a escola.

Dependendo do protocolo de tratamento, ele pode precisar estar ausente por um ou dois dias por semana. Devido aos efeitos que o tratamento pode ter no sistema imunológico, as crianças em tratamento são mais suscetíveis ao desenvolvimento de febres e infecções. Às vezes, elas podem precisar ser admitidas no hospital por um período de tempo para receber os antibióticos a fim de ajudá-las a combater as infecções. Alguns pais temem o risco de infecção e, como resultado, tornam-se mais protetores ou mais indulgentes. Foi relatado que o isolamento social e a provocação produzem ansiedade de separação e fobia escolar em algumas crianças.

Seja tranquilizador

Crianças e pais precisam ser tranquilizados de que a escola é um lugar seguro e de apoio.

Ofereça ajuda extra

Eles precisam saber, também, o que a escola é capaz de fornecer na área de tutoria, ajuda extra,

Planejamento e desempenho acadêmico

Os pais e o aluno podem se preocupar sobre o que acontece se uma criança perdeu muitos dias na escola e está bem atrás da turma no final do ano acadêmico. Obviamente, é muito difícil reprovar um aluno com câncer. Sentimentos como “A coitadinha da criança e a família já passaram por tanta coisa” tendem a aparecer para os professores das escolas. Tenha em mente que a maioria dos jovens sobrevive ao câncer por muitos anos. Quando eles ficam bem e passam a viver normalmente, podem se sentir realmente em desvantagem se seu progresso não tiver sido avaliado de forma adequada. Embora não exista uma regra rápida sobre esses casos, é importante que os funcionários da escola consultem os pais e, talvez, a equipe de saúde, quando confrontados com decisões difíceis sobre o planejamento e o desempenho acadêmico.

ESTE ARTIGO TE AJUDOU?